Deus Prepara a Sua Gente

"Havia um homem na terra de Uz, cujo nome eraJob; e este era homem sincero, reto e temente a Deus; e desviava-se do mal." Job 1:1

Esta é uma passagem do livro de Job que tem-me impactado bastante.
A primeira parte da frase é comum e vulgar no nosso quotidiano. Diz o livro de Job, "Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Job;...",

Ao ouvirmos falar sobre homens, nomes de terras e nomes de pessoas é coisa comum neste planeta. Apesar das diferenças que nos caraterizam como seres humanos, somos semelhantes exteriormente. Apesar da importância dos pormenores que nos diferenciam, cor do cabelo, formato do nariz, da boca, dos ouvidos, do rosto, cicatrizes, rugas e sinais... Uns são mais aperfeiçoados do que outros, mas na verdade, estamos todos dentro de um projeto divino.

Um homem é um homem onde quer que ele esteja, seja em Uz, seja em Portugal, na Alemanha, em Espanha, nos Estados Unidos, no Brasil, ou em qualquer outra parte do globo. Os nomes nos identificam um pouco mais, mas continuamos sendo homens.

Mas o versículo continua a dizer: "...e este era homem íntegro, reto e temente a Deus; e desviava-se do mal.". Efoi aqui que o em meu coração despertou para ver algo que nunca tinha reparado como desta vez.

Job era um homem como qualquer homem, em qualquer lugar, só que caracterizado portudo aquilo que o homem não é descrito na nossa sociedade, na sua essência. Job era um homem fora do "normal". E é Deus que dá testemunho dele! Será que há mais gente assim?

Ser íntegro, reto, temente a Deus e desviando-se do mal. Esta era a verdade sobre Job. Este é o homem que todos os que são íntimos de Deus querem ser. Este é um ideal que desejamos alcançar através de Jesus, mas que sempre nos parece distante. Mas não é inatingível. A Bíblia diz que é possível, ao estarmos mortificados com Cristo nos nossos desejos pecaminosos.

Ser santo não é ser perfeito, mas reconhecer a sua imperfeição e desejar a santificação que Deus concede.
Esta "anormalidade" é possível, não pelo esforço humano, mas quando o homem se coloca nas mãos do Divino Oleiro. Ao nos afeiçoarmos a Jesus e ao Seu Evangelho, debatemo-nos diariamente com a dor e a consciência da nossa "debilidade".

Jesus quando falou ao povo no Sermão do Monte sobre as bem-aventuranças disse que são os pobres de espírito, os que choram, os que são mansos, os que têm fome e sede de justiça, que são mais que felizes. E como aprendemos a viver em fé nas Suas promessas, elas vão sendo cumpridas nas nossas vidas. Aquilo que vem até nós e nos parece ser contra nós, Jesus nos estimula a vê-las animosamente pelas Suas palavras em Mateus 5,6,7.

No livro de Job, há palavras proferidas pelo próprio Deus, o Criador dos céus e da Terra, das coisas visíveis e invisíveis, perguntando a Satanás: "Observaste o meu servo Job? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desvia do mal." Job 1:8 

Que prazer para o nosso querido Deus Criador falar assim de uma das suas criaturas. Job era homem temente a Deus.

Quando o homem se volta para Deus, respeita e reverencia o Seu Senhorio e Soberania, marca a diferença neste mundo. É tempo de colocarmos os nossos olhos na Verdade de Deus e não nas suposições e limitações que nos cercam. Deus ainda nos revela: "Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; PENSAMENTOS DE PAZ E NÃO DE MAL, PARA VOS DAR O FIM QUE DESEJAIS." Jeremias 29:11

O apóstolo Paulo, um servo e amigo de Deus que marcou a diferença neste mundo, escreve, "Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos tem abençoado com toda sorte de bênção espiritual nas regiões celestiais em Cristo, assim como nos escolheu nele antes da fundação do mundo, PARA SERMOS SANTOS E IRREPREENSÍVEIS PERANTE ELE; e em amor." Efésios 1:3,4

Será que estamos conscientes de que já estamos a viver hoje perante Deus? Será que já todos têm conhecimento que Deus vê-nos através do sacrifício de Jesus Cristo por nós? Será que todos sabem que a palavra expiação de Jesus significa que nós, aqueles que cremos, estamos cobertos pelo sangue do Cordeiro inocente, o sacrifício perfeito que foi aceite por Deus Pai?

Então vamos agir em humildade! Levantemo-nos! Deixemos pela fé os trajes imundos do nosso passado, e não esqueçamos de falar a mesma linguagem de Deus a nosso respeito. Vivamos como santos e irrepreensíveis diante Dele! Glorifiquemos pois a Deus, ao demonstrar ao mundo o que Ele fez de nós. Em Cristo, nós somos uma nova criação! 2 Coríntios 5:17; Efésios 2:10.

E que aqueles que desdenham de nós, desafiando-nos a viver de acordo com aquilo que pregamos, saibam que essa é uma Obra de Deus que aperfeiçoa o nosso carácter, Filipenses 1:6. Não fomos chamados a pregar sobre nós mesmos, nem sobre homens ou príncipes, bíblicos ou não, mas das boas novas do Evangelho. Por muito aperfeiçoada que esteja a vida de alguém, não tem poder para salvar ninguém.

Estamos bem conscientes dos objetivos que Deus traçou para nós, e que estão a ser alcançados pela Sua grande graça e misericórdia, nas nossas vidas. E creia que não é pelo nosso "esforço humano"! Abandone o orgulho, se pensa assim. Somos aperfeiçoados pela Palavra, pelo Espírito Santo de Deus em nós, para que a glória seja Dele e não nossa.
 
Todos nós temos defeitos, imperfeições, fraquezas, carnalidades e falhas. Mas não desanimamos nem saímos da OLARIA! O Divino Oleiro, continua a moldar-nos, independentemente da nossa idade, para sermos gente fora do Normal, com uma chama divina em nós mesmos. Estamos destinados a ser Luz e a cumprir o Propósito divino neste mundo, para a Glória Dele. Apenas temos de predispor o nosso coração a isso... Ele fará! Ele quer que também sejas "Sua Gente"!
Posted in
Tagged with , , , ,

Related Posts

No Comments


Recent

Categories

Archive

 2020

Tags