MAIS QUE FELIZES

“Eis que temos por bem-aventurados (mais que felizes) os que sofreram. Ouvistes qual foi a paciência de Job e vistes o fim que o Senhor lhe deu; porque o Senhor é muito misericordioso e piedoso.” Tiago 5:11

Se nos limitarmos a ler somente estas palavras, e, não tivermos qualquer conhecimento sobre quem se trata e do seu caminhar, o que podemos aprender e apreender é muito pouco. Por isso torna-se necessário ler sobre a vida deste personagem bíblico muito popular.

Logo de início somos surpreendidos, “Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Job; e este era homem sincero, reto e temente a Deus; e desviava-se do mal.” Job 1:1

Estas palavras não são exageradas em nada, Job era mesmo assim e Deus testemunhou dele: “E disse o SENHOR a Satanás: Observaste tu o Meu servo Job? Porque ninguém há na Terra semelhante a ele, homem sincero, e reto, e temente a Deus, e desviando-se do mal.” Job 1:8

Se ficássemos por aqui, sem sabermos mais nada, já teríamos muito que pensar sobre Job. Não é fácil encontrar gente com um perfil destes. Este homem existiu e era distinto. Deus não bajula ninguém. Deus sabe quem somos e como somos. E o testemunho que pode dar de nós, pode ser muito diferente do que pensamos sobre nós mesmos e daquilo que é opinião dos homens a nosso respeito…

Mas, de repente, Job é sujeito a informações que provavelmente deixariam qualquer um de nós em desespero, mas a forma como ele os encarou, surpreende-nos.

“E sucedeu um dia, em que seus filhos e suas filhas comiam e bebiam vinho na casa do seu irmão primogénito, que veio um mensageiro a Jó e lhe disse: OS BOIS LAVRAVAM, E AS JUMENTAS PASCIAM JUNTO A ELES; E EIS QUE DERAM SOBRE ELES OS SABEUS, E OS TOMARAM, E AOS MOÇOS FERIRAM AO FIO DA ESPADA; e eu somente escapei, para te trazer a nova. Estando este ainda falando, veio outro e disse: FOGO DE DEUS CAIU DO CÉU, E QUEIMOU AS OVELHAS E OS MOÇOS, E OS CONSUMIU; e só eu escapei, para te trazer a nova. 

Estando ainda este falando, veio outro e disse: ORDENANDO OS CALDEUS TRÊS BANDOS, DERAM SOBRE OS CAMELOS, E OS TOMARAM, E AOS MOÇOS FERIRAM AO FIO DA ESPADA; e só eu escapei, para te trazer a nova. Estando ainda este falando veio outro e disse: ESTANDO TEUS FILHOS E TUAS FILHAS COMENDO E BEBENDO VINHO, EM CASA DE SEU IRMÃO PRIMOGÉNITO, EIS QUE UM GRANDE VENTO SOBREVEIO DALÉM DO DESERTO, E DEU NOS QUATRO CANTOS DA CASA, A QUAL CAIU SOBRE OS JOVENS, E MORRERAM; e só eu escapei, para te trazer a nova.” Job 1:13-19

Perguntamos como é que estas coisas acontecem a alguém como este homem? 
E como conseguiu ele sobreviver perante tão grande calamidade?
A resposta a esta e a outras perguntas não se fazem esperar. Encontramo-las nas páginas deste livro:

“Então, Job se levantou, e rasgou o seu manto, e rapou a sua cabeça, e se lançou em terra, e adorou, e disse: Nu saí do ventre de minha mãe e nu tornarei para lá; o SENHOR o deu e o SENHOR o tomou; Bendito seja o nome do SENHOR. Em tudo isto Jó não pecou, nem atribuiu a Deus falta alguma.” Job 1:20-22

Tendo em conta tudo o que ele acabava de perder, a sua atitude está em perfeita consonância com o seu caráter. O pior lhe veio, quando se viu privado da sua saúde.

“Então, saiu Satanás da presença do SENHOR e feriu a Jó de uma chaga maligna, desde a planta do pé até ao alto da cabeça. E Jó, tomando um pedaço de telha para raspar com ele as feridas, assentou-se no meio da cinza.” Job 2:7-8

De um momento para o outro este homem perdeu todos os seus filhos, bens e a sua saúde, mas não perdeu nem a sua integridade, nem a sua confiança em Deus. Podemos dizer com toda a segurança que Deus também não perdeu a confiança que depositou neste seu filho.

Provavelmente nem todos estamos a um nível espiritual tão elevado quanto este servo de Deus. Porém Deus conhece a nossa estrutura e capacidade de sofrimento. O que Deus permite que venha à nossa vida deve ser encarado como tendo objetivos que nós não somos capazes de entender, mas que Deus sabe e pode, a seu tempo, revelar-nos.

Parecem-nos contraditórias as palavras de Tiago: “Eis que temos por bem-aventurados os que sofreram.”

Até os podemos ter como bem-aventurados, como muito felizes os que sofreram. Parece-nos que o sofrimento não tem nada a ver com o ser muito feliz. E até é verdade, se olharmos bem para as coisas e se nos concentrarmos nelas. Mas é bom pensarmos que tudo está debaixo do controlo e da soberana vontade de Deus para a nossa vida e que Ele é “…o Senhor e é muito misericordioso e piedoso.”

Foi nesta sua condição de sofrimento que Job recebeu das mais lindas revelações do seu e do nosso Deus. Pensemos que em tudo o que nos acontece, a boa mão de Deus nos está sustentado e nos fortalecendo. À medida que vamos avançando e vendo o desenrolar de tudo o que esteve a acontecer com Job, apercebemo-nos de que a sua integridade e confiança manteve-se inalterável e as suas confissões nos animam e encorajam nas dificuldades que também somos chamados a passar.

Apesar das suas dificuldades, Job faz declarações que provavelmente noutra situação que não esta, não as faria. Ora veja:

“Porque eu sei que o meu Redentor vive, e que por fim se levantará sobre a Terra. E depois de consumida a minha pele, ainda em minha carne verei a Deus. Vê-lo-ei por mim mesmo, e os meus olhos, e não outros, o verão; e, por isso, o meu coração se consome dentro de mim.” Job 19:25-27

“Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora te vêem os meus olhos. Por isso, me abomino e me arrependo no pó e na cinza.” Job 42:5-6

E ao entrarmos neste final de livro, todas as nossas razões, pensamentos, ilações caem por terra, e as perguntas deixam de fazer qualquer sentido. Tiago usa a expressão: “…vistes o fim que o Senhor lhe deu…”
Significa isto que Deus não se tinha esquecido de Job, nem dele, nem de ti ou de mim.
E Deus tinha preparado para o seu Servo fiel, grandes coisas.

“E o SENHOR VIROU o cativeiro de Job, quando orava pelos seus amigos; e o SENHOR acrescentou a Jó outro tanto em dobro a tudo quanto dantes possuía. Então, vieram a ele todos os seus irmãos e todas as suas irmãs e todos quantos dantes o conheceram, e comeram com ele pão em sua casa, e se condoeram dele, e o consolaram de todo o mal que o SENHOR lhe havia enviado;
 
E cada um deles lhe deu uma peça de dinheiro, e cada um, um pendente de ouro. E, assim, abençoou o SENHOR o último estado de Jó, mais do que o primeiro; porque teve catorze mil ovelhas, e seis mil camelos, e mil juntas de bois, e mil jumentas. Também teve sete filhos e três filhas. E chamou o nome da primeira, Jemima, e o nome da outra, Quezia, e o nome da terceira, Quéren-Hapuque. E em toda a terra não se acharam mulheres tão formosas como as filhas de Jó; e seu pai lhes deu herança entre seus irmãos.


E, depois disto, viveu Jó cento e quarenta anos; e viu a seus filhos e aos filhos de seus filhos, até à quarta geração. Então, morreu Jó, velho e farto de dias.” Job 42:10-17

Sermos fiéis e pacientes é o que Deus espera dos seus filhos e filhas, e na Sua muita misericórdia e piedade, Deus ainda está disposto a abençoar-nos. Lembro as palavras de Jesus numa parábola que ao longo dos milénios, tem consolado o coração de muitos dos seus filhos.

“Bem-aventurado o varão que sofre a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam.” Tiago 1:12
 
J.F.

Posted in
Tagged with , , , ,

Related Posts

No Comments


Recent

Categories

Archive

 2020

Tags