CONSOLO DIVINO NO SOFRIMENTO HUMANO

Todo o ser humano está sujeito ao sofrimento nos seus múltiplos aspetos.
O que é que nos leva a pensar que pelo facto de sermos identificados com Cristo, não tenhamos que sofrer? Abraçar a fé em Cristo com o objetivo de escapar ao sofrimento é errado e certamente vai trazer frustração. Se o cristianismo fosse uma libertação do sofrimento, certamente muita gente seguiria Cristo, não vos parece?

Pertencer a Cristo Jesus não é um salvo-conduto que nos livra de todo o tipo de situações adversas, como doenças, perdas, injustiças, solidão, rejeição, perseguições, tribulações, mas a garantia de que não estaremos sós, nunca. Essa sim é a base de sustentação da nossa confiança. Deus prometeu e cumpre as Suas Promessas. “Eu nunca vos deixarei e jamais vos abandonarei. 
Hebreus 13:5 

Ao assumirmos um compromisso com Cristo, tornamo-nos Seus discípulos, comprometidos, instruídos pelo nosso Mestre. Talvez não tenhamos dado muita atenção nesse ensino, mas é segurança para nós. Nas áreas da vida em que somos experimentados e provados, Jesus também o foi. E muitas delas foram por nossa causa, como o Seu sofrimento e morte de cruz. Outros sofrimentos foram devido às incompreensões, egoísmo, maldade humana e diabólica.

“E, levando consigo Pedro e os dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se muito. Então, lhes disse: A minha alma está cheia de tristeza até à morte; ficai aqui e vigiai comigo.Mateus 26:37,38

“E tomou consigo a Pedro, e a Tiago, e a João e começou a ter pavor e a angustiar-se. E disse-lhes: A minha alma está profundamente triste até a morte; ficai aqui e vigiai.” Marcos 14:33,34

“E, posto em agonia, orava mais intensamente. E o seu suor tornou-se em grandes gotas de sangue que corriam até ao chão.” Lucas 22:44

“Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus. Considerai, pois, aquele que suportou tais contradições dos pecadores contra si mesmo, para que não enfraqueçais, desfalecendo em vossos ânimos.” Hebreus 12:2,3

Jesus Cristo sofreu em meu e teu lugar, em lugar de toda a Humanidade. Juntemos a nossa voz à de um malfeitor que reconheceu a grandeza do Amor de Deus enquanto outro a desprezava. “Respondendo, porém, o outro, repreendia-o, dizendo: Tu nem ainda temes a Deus, estando na mesma condenação? E nós, na verdade, com justiça, porque recebemos o que os nossos feitos mereciam; mas Este nenhum mal fez.” Lucas 23:40,41

Estas palavras demonstram claramente que nós, simples mortais, embora desejemos que as dificuldades da vida não nos assolem, perante tão grande testemunho que é dado pelos primeiros seguidores do nosso querido Mestre, sentimos que não temos qualquer direito de reclamar um tratamento diferente.

A humanidade está sujeita a padecer, mas a imensa misericórdia de Deus tem-nos poupado ao sofrimento maior, que é eterno, através do perdão que nos é concedido através de Jesus Cristo, o nosso Único Salvador. Deus permite o sofrimento porque Ele sabe como pode “enriquecer” ou aperfeiçoar a nossa vida e a de outros. Ele está perto, e não nos deixa sofrer mais do que podemos suportar. Ele dá da Sua graça aos que confiam Nele. Vemos isso na descrição feita por David, no Salmo 23:4

“Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque Tu estás comigo; a Tua vara e o Teu cajado me consolam.”

A benignidade e a misericórdia nos seguem todos os dias da nossa vida. A benignidade é a graça de Deus, dando-nos e permitindo que nos aconteça aquilo que nenhum de nós merece. Na Sua misericórdia, Deus não nos dá nem permite que recebamos o que realmente merecemos.  

Ao longo da vida vamos conhecendo como Deus, que conhece bem a nossa estrutura, vê até que ponto podemos aguentar os sofrimentos que vêm até nós. O Seu consolo não nos faltará, pois o Seu Espírito que é também chamado de Consolador, habita em nós e surpreende-nos com a Sua presença e força quando mais necessitamos. Apenas precisamos exercitar a nossa fé e continuar a obedecer à Sua Vontade com alegria.

A vida cristã está de alguma maneira ligada ao sofrimento, não é possível desassociar uma da outra. Jesus disse que seríamos reconhecidos como Seus discípulos se nos amassemos uns aos outros, tal como Ele nos amou. João 13:34,35

Paulo ensinou que o amor é sofredor. 1 Coríntios 13:4
Quem ama a Causa de Cristo, está disposto ao sofrimento também: “Sofre, pois, comigo, as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo.” 2 Timóteo 2:3
“…Sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério.” 2 Timóteo 4:5

Como podemos nós ser participantes das aflições de Cristo?

“Porque, como as aflições de Cristo são abundantes em nós, assim também é abundante a nossa CONSOLAÇÃO por meio de Cristo. Mas, se somos atribulados, é para vossa CONSOLAÇÃO e salvação é; ou, se somos consolados, para vossa CONSOLAÇÃO e salvação é, a qual se opera suportando com paciência as mesmas aflições que nós também padecemos; e a nossa esperança acerca de vós é firme, sabendo que, como sois participantes das aflições, assim o sereis também da CONSOLAÇÃO.” 2 Coríntios 1:5-7

Notemos como a palavra CONSOLAÇÃO está tão ligada ao sofrimento, aflição, tribulação, padecimento! Como vamos valorizar a CONSOLAÇÃO de Deus, se não estivermos expostos ao sofrimento?

J.F.
Posted in
Tagged with , , , ,

No Comments


Recent

Categories

Archive

 2020

Tags

APRESENTAR BLOG Bíblia COVID-19 Deus Israel Jerusalem Miguel Diez SACRIFICIO aflição aliança evangelica alma amizade amor de Deus amor ansiedade anunciar aperfeiçoar apoio social armadura de Deus atitudes atleta barro bem biblia boas novas boas perspectivas caminho campanhas cansados compromisso comunidade confiança confiar conhecer consolo convivio coração coronavirus corpo do messias crer crianças órfãs crise cristo cristãos cruz cuerpo de cristo cuidar cura decisão descanso destino deus cuida de nós direção discípulo divino doença enfermidade escolha espirito santo eternidade eutanásia evangelho fariseus feliz fe filho de Deus fortaleza higiene homem de dores homem hora humano iccm sintra iccm idolos igreja inauguração iccm sintra indiferença iniquidade interceder inverno jesus jovens cristãos jovens iccm loucura poder de Deus luis santos mais que vencedores mal marcha por jesus medo mensagem mente mestre missões morte moçambique natal nomes Deus noticias nova vida novo ano não obediencia oleiro oração pac palavra pascoa pastores iccm pecado perfeitos pergunta perseguição poder portugal para jesus pregar prevenção covid19 procurar promessas prudente que será quem sou reflexão refugio rejeição remarportugal remar ressurreição retiro esther reunião ministerial sabedoria saber viver salvação sarado sedento sefarad israel semana santa servir sim sobreviventes socorro sofrimento stream tempestades tristeza valor vencedores venho avisar verdade verão vida vigilia youth for christ