Onde Está a Igreja Do Senhor Jesus?

“Pois também eu te digo que tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.” Mateus 16:18

No momento em que Jesus falou pela primeira vez aos Seus discípulos sobre a Igreja, estava a profetizar. E foi nesse lugar onde Jesus confrontou os Seus seguidores sobre o que eles ouviam das populações sobre a Sua Pessoa. Mas, mais do que a opinião das multidões a Seu respeito, Jesus estava muitíssimo mais interessado em saber qual era a opinião dos Seus seguidores, daqueles que tinham sido chamados para aprender Dele.

“Quem dizem os homens ser o Filho do Homem?” Mateus 16:13
“E vós, quem dizeis que Eu sou?” Mateus 16:15


Nem as multidões, nem mesmo os Seus discípulos, sabiam ao certo quem era ESTE JESUS que os tinha chamado a segui-Lo. A revelação divina que tem sido dada aos homens é de acordo com o conhecimento que cada um vai recebendo sobre a Sua história. Daí que o povo judeu, a princípio, confundisse o personagem de Jesus como sendo a de mais um dos profetas. Mas sobre a Pessoa de Jesus, eles não estavam a entender nada… Simplesmente, não O conheciam…

E dos Seus discípulos, possivelmente Jesus esperava um pouco mais… Mas a resposta veio, não pelo conhecimento que eles tivessem Dele, mas por inspiração divina. Pedro respondeu: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo.” E Jesus disse, “Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque não foi carne e sangue quem to revelou, mas Meu Pai, que está nos céus.” Mateus 16:16,17

Jesus é o Fundamento, é a Cabeça da Igreja, é a Pedra que os edificadores rejeitaram. A Igreja é o CORPO DE CRISTO, formado por todos aqueles que creem no Seu sacrifício efetuado na cruz em seu favor, como nosso substituto, quando O recebemos como Senhor e Salvador das nossas vidas. A igreja é composta por gente de todas as nações deste mundo, de todas as tribos e línguas. Apocalipse 7:9

O Apóstolo Paulo explica em Gálatas…

“Porque todos sois filhos de Deus, pela fé em Cristo Jesus; porque todos quantos fostes batizados em Cristo já vos revestistes de Cristo. Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus. E, se sois de Cristo, então, sois descendência de Abraão e herdeiros conforme a promessa.” Gálatas 3:26-29

Ainda antes de haver Igreja, e após a ressurreição de Jesus, Ele deu indicações precisas aos Seus discípulos quanto à continuação desta Missão Divina na Terra. Eles deveriam aguardar a promessa do Pai: “E eis que sobre vós envio a promessa de meu Pai; ficai, porém, na cidade de Jerusalém, até que do alto sejais revestidos de poder.” Lucas 24:49.

A promessa estava feita, mas eles deveriam aguardar ATÉ QUE FOSSEM REVESTIDOS DE PODER para cumprirem o que Jesus lhes tinha dito antes: “E disse-lhes: Assim está escrito, e assim convinha que o Cristo padecesse e, ao terceiro dia, ressuscitasse dos mortos; e, em Seu nome, se pregasse o arrependimento e a remissão dos pecados, em todas as nações, começando por Jerusalém. E dessas coisas sois vós testemunhas.” Lucas 24:46-48

Lucas, para além do seu evangelho, continua a narrar no livro de Atos dos Apóstolos os acontecimentos relativos a Jesus, e diz no princípio do livro:

“Aos quais também, depois de ter padecido, se apresentou vivo, com muitas e infalíveis provas, sendo visto por eles por espaço de quarenta dias e falando do que respeita ao Reino de Deus. E, estando COM eles, determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai, que (disse ele), de Mim ouvistes.

Porque, na verdade, João batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo, não muito depois destes dias… Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há-de vir sobre vós; e ser-Me-eis testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria e até aos confins da terra.” Atos 1:3-5, 8

Jesus determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém. E os discípulos esperaram o derramamento do Poder do Espírito Santo, logo após Jesus os ter abençoado e ascendido aos céus, Lucas 24:52,53. Eles só poderiam exercer a Comissão dada por Jesus quando estivessem prontos para testemunhar Dele.

“E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na Terra. Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos.” Mateus 28:18-20

“E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. E estes sinais seguirão aos que crerem: em Meu nome, expulsarão demónios; falarão novas línguas; pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e imporão as mãos sobre os enfermos e os curarão.

Ora, o Senhor, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu e assentou-se à direita de Deus. E eles, tendo partido, pregaram por todas as partes, cooperando com eles o Senhor e confirmando a palavra com os sinais que se seguiram.” Marcos 16:15-20

Perante tão grande desafio, os discípulos esperaram o tempo necessário para que fossem equipados para A MAIOR E MAIS IMPORTANTE TAREFA DADA AO HOMEM. O dia de Pentecostes chegou, e com ele, o derramamento do Espírito Santo sobre os que tiveram a paciência de esperar. A partir daquele dia, os discípulos do Senhor Jesus nunca mais foram os mesmos. Naquele mesmo dia, com a conversão de quase 3000 almas, nasceu a Igreja de Cristo Jesus.

No livro de Atos, vemos as pessoas que iam sendo salvas dos seus pecados, a aprender a caminhar nesta novidade de vida, sendo ensinadas pelos Apóstolos. Mas ao mesmo tempo, os Apóstolos estavam a praticar tudo aquilo que tinham aprendido com o Seu Mestre. Era tão importante que isto acontecesse, porque se assim não fosse, a vida da Igreja acabaria ali mesmo, no momento em que nasceu.

TODOS DEVEM CONHECER QUAL A RAZÃO POR QUE JESUS FUNDOU A SUA IGREJA, E QUAL A RAZÃO PARA NÓS DARMOS CONTINUIDADE…

Os Apóstolos e os primeiros cristãos tinham bem definidas e conhecidas quais eram as suas responsabilidades.  

Os primeiros salvos em Cristo estavam informados que eram uma Comunidade que vivia dentro de uma Comunidade maior, (o mundo em que viviam). E tinham como objetivo principal, influenciá-lo e cativá-lo a conhecerem Jesus, para que tal como aconteceu com eles, outros fossem salvos!  

“De sorte que foram batizados os que de bom grado receberam a sua palavra; e, naquele dia, agregaram-se quase três mil almas. E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações. Em cada alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos.

Todos os que criam estavam juntos e tinham tudo em comum. Vendiam suas propriedades e fazendas e repartiam com todos, segundo cada um tinha necessidade. E, perseverando unânimes todos os dias no templo e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.” Atos 2:41-47


 “LOUVANDO A DEUS E CAINDO NA GRAÇA DE TODO O POVO!”

Os primeiros cristãos não viviam apenas para “dentro” da comunidade (igreja), mas também para “fora” dela. Eles viviam para influenciar o mundo que os rodeava e não para serem influenciados por ele.

COMO É QUE ELES ACHAVAM GRAÇA AOS OLHOS DO POVO?

Porque, para além das suas atividades comuns, eles davam testemunho da sua fé, e vivenciavam a sua fé.

A FÉ ERA DEMONSTRADA DE FORMA PRÁTICA E VISÍVEL.

A Igreja não era uma comunidade fechada em si mesma. Por terem encontrado a bênção de terem sido salvos em Cristo, os primeiros cristãos também eram de bênção para os que ainda não tinham tido essa oportunidade de ouvir o Evangelho, para que fossem salvos também.
Durante o ministério de Jesus, como Homem, neste mundo, a Sua estratégia e compromisso era fazer, em tudo, a vontade do Pai.

O tempo era escasso. Três anos não era muito tempo. Então Jesus sabia como agir nas circunstâncias que o Pai lhe proporcionava. Ele vivia sensível, na sua humanidade, a tudo quanto o Pai o orientava. Não sabemos explicar isso muito bem, mas ao meditarmos sobre a forma como Jesus fez essa Obra, vemos como foram impactadas aquelas pessoas que observaram Aquele que é a Verdade.

Quando Jesus foi à terra dos gadarenos para salvar um homem que estava endemoninhado, libertou-o e deu-lhe uma Missão: “E, entrando ele no barco, rogava-lhe o que fora endemoninhado que o deixasse estar com ele. Jesus, porém, não lho permitiu, mas disse-lhe: vai para tua casa, para os teus, e anuncia-lhes quão grandes coisas o Senhor te fez e como teve misericórdia de ti.” Marcos 5:18,19.  

Quando Jesus foi a Jericó, por causa de Zaqueu: “E, quando Jesus chegou àquele lugar, olhando para cima, viu-o e disse-lhe: Zaqueu, desce depressa, porque, hoje, me convém pousar em tua casa. E, apressando-se, desceu e recebeu-o com júbilo… E, levantando-se Zaqueu, disse ao Senhor: Senhor, eis que eu dou aos pobres metade dos meus bens; e, se em alguma coisa tenho defraudado alguém, o restituo quadruplicado. E disse-lhe Jesus: Hoje, veio a salvação a esta casa, pois também este é filho de Abraão.

Depois diz em João 4, que era necessário Jesus passar por Samaria. Ajudou o filho da mulher siro fenícia, ressuscitou a filha de Jairo… ajudou o criado do centurião…. Ressuscitou o filho da viúva de Naim…. Deu vista a um cego de nascença…

Estes, e muitos mais, eram as pessoas indicadas para darem testemunho de Jesus.

Eles poderiam não saber muito sobre a Pessoa de Jesus, mas jamais poderiam esquecer que foi Ele que mudou a vida deles, para sempre…

E depois foram estes que compartilharam a sua experiência com outros. É desta maneira que as coisas funcionam no Reino de Deus…

COMO É QUE VAMOS FICAR CALADOS PERANTE UMA GRAÇA TÃO GRANDE QUE É MANIFESTA NAS NOSSAS VIDAS?

Estas pessoas que recebiam os seus milagres, não tinham uma missão tão importante e desafiante como aquela que estava destinada aos Apóstolos de Jesus e à Igreja que Ele disse que edificaria! Não sabemos fazer tudo bem feito, tal como aconteceu com os primeiros cristãos, mas não nos esqueçamos que esta Obra é de Deus. Ele sabe como executá-la, aperfeiçoando continuamente aquilo quem somos.

Mas há um caso flagrante em Atos 2, nessa primeira Comunidade. A Bíblia diz que eles perseveravam todos os dias no Templo, (2:46). E todos os dias era colocado um coxo à porta do Templo para pedir esmola, (3:2).

Será que esta pequena multidão de novos discípulos de Jesus, não viam este coxo? Claro que sim. Davam-lhe esmola… E será que este homem nascido com esta incapacidade, não precisava de cura? Claro que sim. E pela fé em Deus, e movidos de amor e compaixão de Jesus, Pedro e João fixaram os seus olhos neste pedinte. Essa compaixão levava a uma ação.

Será que não nos envergonhamos por nos limitarmos a viver um Evangelho dentro de “quatro paredes”, e nos esquecemos de que fomos chamados por Jesus para testemunharmos Dele e fazermos a Sua Obra?

Fora de portas estamos a dar a oportunidade a outros para que experimentem também a mesma salvação em Jesus Cristo…

Os primeiros irmãos sabiam o tinham que fazer, porque eram cheios do Espírito Santo e dirigidos por Ele. E apesar das suas limitações, ao verem as necessidades dos outros, eram usados por Deus e viam o resultado da glória divina que iam recebendo. E no verso 47 lemos que “TODOS OS DIAS acrescentava o Senhor à Igreja aqueles que se haviam de salvar.”

Todos os dias acrescentava o Senhor…” Se nos dispusermos a fazer a nossa parte, Deus faz a Sua. Ele utiliza homens e mulheres que confiam Nele! Marcos 16:20

J.F.

Related Posts

No Comments


Recent

Categories

Archive

 2020

Tags