Eu Ainda não Encontrei o que Estou Procurando

Não estejais ansiosos!
A ansiedade é uma emoção caracterizada por sentimentos de tensão, preocupação, insegurança, normalmente acompanhados por alterações físicas como o aumento da pressão arterial e da frequência cardíaca, sudação, secura da boca, tremores e tonturas.

Em condições normais, a ansiedade pode ser útil, na medida em que ajuda a identificar situações de perigo e permite uma melhor preparação para as enfrentar. Quando bem controlada, a ansiedade atua sobretudo como estimulante. Em excesso, a ansiedade causa sofrimento desnecessário.

“Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que havemos de comer? Ou Que havemos de beber? Ou Com que nos havemos de vestir? (pois a todas estas coisas os gentios procuram.) Porque vosso Pai Celestial sabe que precisais de tudo isso. Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã; porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.”  Mateus 6:31-34
 
Deus sabe o que tu precisas. Muitas vezes estás a stressar sobre assuntos que estão fora do teu controlo. E isso não é bom.

Muitas vezes sentes que não tens o suficiente, que não tens o que desejas, que não tens o que queres. Então lembra-te que Deus sabe o que tu necessitas.

Deus vai providenciar sempre o que necessitas. Ele tem cuidado de ti.
Muitas vezes não podemos receber a Sua provisão em algumas áreas da nossa vida, porque não temos as nossas prioridades alinhadas.

Muitas vezes aquilo que interpretamos por uma falta de provisão da parte de Deus, é, na realidade, uma falta de ordenação de prioridades da nossa parte.

Tu não podes ter sempre o que queres,
Mas se tentares alguma vez, podes descobrir
Que consegues o que precisas! (Rolling Stones)

Jesus disse para buscar primeiro o Seu reino e a Sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Mateus 6:33  

Jesus diz que se tu alinhares o teu coração com o Seu coração, os teus planos com o Seu propósito para ti, Ele te dará as coisas que o resto do mundo tem de lutar muito para as obter, em parte...

Jesus promete, “Eu te darei A PAZ que nem os bilionários podem comprar! Eu te darei A SEGURANÇA que nenhum exército te pode conceder! Eu te darei uma NOVA VIDA, uma VIDA PLENA!”

“Toda a boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das Luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação.” Tiago 1:17  

E quem tem um relacionamento com Ele, tem acesso a todas as coisas que precisa. Estas coisas são para quem Ele chamou para ser Seu discípulo, e consequentemente, fazendo aquilo que Ele chamou para fazer. Ao termos conhecimento disto, então buscamos o Seu Reino e a Sua Justiça, e de todos os outros fatores, o Pai do Céu trata disso.

“Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã; porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.” Mateus 6:34  



Jesus quer transmitir-te SEGURANÇA.

Ele não quer que alimentes demasiado as tuas expectativas, pois por muito que façamos cada dia por Ele, sempre se evidenciará algum mal. Mas não termina aqui o Sermão do Monte! Jesus prosseguiu…

E aqui vêm o verso que aqueles que fumam marijuana, que estão em situações menos adequadas, como por exemplo, andam a assistir continuamente a pornografia na Net, que continuamente postam Live Feeds provocantes para captar a atenção dos outros, enfim… aqueles que usam sempre este versículo a seu favor ou aplicam-no a seu favor.

“Não julgueis, para que não sejais julgados. Porque com o juízo com que julgais, sereis julgados; e com a medida com que medis vos medirão a vós. E por que vês o argueiro no olho do teu irmão, e não reparas na trave que está no teu olho? 
Ou como dirás a teu irmão, deixa-me tirar o argueiro do teu olho, quando tens a trave no teu? Hipócrita! Tira primeiro a trave do teu olho; e então verás bem para tirar o argueiro do olho do teu irmão. Não deis aos cães o que é santo, nem lanceis aos porcos as vossas pérolas, para não acontecer que as calquem aos pés e, voltando-se, vos despedacem!” Mateus 7:1-6  

Eu estou a falar a alguém que se está neste momento a usar de leviandades e a comprometer-se através de comportamentos e objetivos de forma deliberada, mesmo sabendo que são erróneos, que está, de certa forma, a “vender-se”, a “rebaixar-se” aos padrões dos seus valores.

Talvez seja a hora em que não te devas rebaixar a ti próprio, em que não permitas mais que outros te usem. Talvez seja mesmo o momento de colocares as tuas prioridades e os teus relacionamentos em ordem…

“Pedi, e dar-se-vos-á. Buscai, e achareis; Batei e abrir-se-vos-á. Pois todo o que pede, recebe; E quem busca, acha; E ao que bate, abrir-se-lhe-á.” Mateus 7:7,8  

Há tantos fatores no cotidiano que estão para além do nosso controlo, mas há uma coisa que nós podemos controlar sempre. E é preciso aprender a fazer isso, a nos comprometermos com determinação nesse foco. Aquilo que buscamos temos de buscar no lugar certo.

Aquilo que fazemos tem de ser o que somos. Não podemos deixar-nos controlar pelas tendências nem pelas aparências, nem pelo sistema de valores deste mundo, que quer que estejamos inquietos, ansiosos, insatisfeitos…

Mas muitos estão a procurar algo no seu íntimo. E se procuras, estás a manifestar um sentimento de insatisfação.

E alguns estão insatisfeitos devido à sua preguiça, “O preguiçoso deseja, e coisa nenhuma alcança; mas o desejo do diligente será satisfeito” (Provérbios 13:4), outros talvez porque não temem a Deus. “O temor do senhor encaminha para a vida; aquele que o tem ficará satisfeito e mal nenhum o visitará.” Provérbios 19:23  

Então já te apercebeste que estamos a entrar no ponto fulcral. “Aquele que o tem ficará satisfeito e mal nenhum o visitará.

Muita gente acredita em Jesus, acredita em Deus. E está correto que o nosso desejo seja “o Senhor”, e que continuamente o busquemos, que ansiemos cada vez mais estar perto Dele, é coisa boa e necessária…

“O choro pode durar uma noite; pela manhã, porém, vem o cântico de júbilo.” Salmo 30:5

Até podem existir momentos de dor, porém, pela manhã, vem cântico de júbilo.

A Bíblia tem um exemplo disso em João 1:35-38: “No dia seguinte, João estava outra vez ali, na companhia de dois dos seus discípulos. E, vendo passar a Jesus, disse: Eis aqui o Cordeiro de Deus. E os dois discípulos ouviram-no dizer isso e seguiram a Jesus. E, Jesus, voltando-se e vendo que eles O seguiam, disse-lhes: Que buscais? E eles disseram: Rabi, (que, traduzido, quer dizer Mestre), onde moras?”

João, o Batista, era filho de Isabel. Foi escolhido por Deus para anunciar a Sua vinda, para preparar o Caminho para Jesus. Era um homem consagrado. Ele vivia longe de tudo aquilo que causasse pressão. Ele tinha uma relação próxima com Deus. Ele anunciava que a Luz deste Mundo iria chegar. Ele anunciava que o Messias, (o Salvador), estava a chegar e que ele não era digno Dele.

A graça de Deus não somente nos dá aquilo que nós não merecemos, mas também impede que recebamos o julgamento que merecemos!

Deixa-me perguntar, ou melhor, permite que Jesus te faça a pergunta, “Que buscas?”, “Que procuras?”

A partir daqui, Jesus começou logo a chamar os seus discípulos.

“Era André, irmão de Simão Pedro, um dos dois que ouviram aquilo de João, e o haviam seguido. Este achou primeiro a seu irmão Simão, e disse-lhe: Achamos o Messias, (que, traduzido, é o Cristo). E levou-o a Jesus. E, olhando Jesus para ele, disse: Tu és Simão, filho de Jonas; tu serás chamado Cefas, (que quer dizer Pedro).” (João 1:40-42).

Jesus chamava os discípulos, e assim que eles ouviam o chamado, seguiam-no. E quando começavam a segui-lo, iniciava-se um processo.

E todos nós estamos também num processo! E quando iniciamos um relacionamento com alguém, isso indica que se inicia um processo. Recordo-me de como eu escrevia à minha esposa quando começámos a namorar. Eu estava sempre a tentar impressioná-la… Mas isso já foi num outro tempo… Hoje as coisas mudaram muito.

As pessoas buscam satisfação. As pessoas usam as redes sociais, por exemplo o Tinder, o Instagram e o Facebook para se darem a conhecer, impressionar com a melhor Selfie, com a melhor pose… Tudo isso para que possam receber afirmação… Estes padrões manifestam insegurança. Na realidade, não são pessoas com uma ansiedade positiva que as leve a estarem despertas, a serem prudentes, antes pelo contrário, são pessoas ansiosas e inquietas pelo futuro…

As pessoas tentam impressionar umas às outras no seu cotidiano com o seu desempenho profissional, (ou em outras áreas), mas na realidade isso não é o que elas são. Aconteceu isso com Pedro, por exemplo, onde o seu temperamento se evidenciava.

Pedro foi apresentado a Jesus pelo seu irmão, e no Evangelho de Marcos, vemos como eles deixaram imediatamente as redes quando Jesus disse, “Eu vos farei pescadores de homens.”

E Jesus, andando junto ao mar da Galileia, viu dois irmãos, Simão, chamado Pedro, e André, os quais lançavam as redes ao mar, porque eram pescadores; e disse-lhes: Vinde após Mim, e Eu vos farei pescadores de homens. Então eles, DEIXANDO LOGO as redes, seguiram-No.
‭‭Mateus‬ ‭4:18-20‬ ‭ARC‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬‬

É incrível a maneira como estes homens deixaram tudo e seguiram Jesus! Onde Jesus estava, lá estavam eles também. Eles seguiam Jesus. Foi um relacionamento no qual não existiu um processo. Não existiu ponderação. Simplesmente assim que conheceram Jesus, automaticamente O seguiram. E então começou a existir da parte deles, um compromisso. Eles seguiram Jesus POR QUEM ELE ERA. Ele era o Messias!

Mas como eles fizeram isso, na realidade leva-nos à primeira questão.



QUE BUSCAIS?


A questão não é somente “O que buscas”, mas a forma como reagimos quando encontramos. André foi chamar o seu irmão e disse, “Encontramos o Messias!”
Esta questão leva-nos ao título da mensagem: “Eu ainda não encontrei o que procuro”, ou “A minha procura já terminou”.

Quando tu encontras aquilo que procuravas, a procura cessa, pois ficas satisfeito. E outros prazeres “temporais” deixam de fazer sentido para ti.

Os discípulos sabiam o que procuravam e deixaram tudo para seguirem Jesus.

Esta questão para nós, leva-nos a um processo. Começamos com um “Seguir”, mas um seguir o perfil de alguém ou seguir o que alguém faz. E muitos relacionamentos também começam assim, e também quebram-se devido a este tipo de procedimento moderno.
As pessoas fazem coisas para impressionar outros… As pessoas postam as melhores fotografias, para criar uma imagem para impressionar, para serem aprovadas, para receberem Likes.

Mas aqui surge uma nova questão. Os “gostos” e ter “mais seguidores” não te levam a um compromisso, mas a querer continuamente “mais gostos”, e se não os obtiver, então o estado de humor muda, a ansiedade aumenta, e faz de conta que é aquilo que não é. Por exemplo, no Facebook, o “gosto” é um sinal de aprovação.

E as pessoas geralmente buscam aprovação. Muitas pessoas gostam de seguir nas Redes Sociais um ministério. Mas são poucas as pessoas que passam um pouco mais para além dos “gostos” ou dos “comentários” que os comprometam…

Há pessoas que ficam a “seguir alguém ou um grupo de pessoas” e pressupostamente a “concordar” com as coisas que essas pessoas gostam, isto é, procurar ser agradável a essas pessoas. Isso parece ser um bom gesto, no entanto pode tornar-se uma pressão, pois está sempre a sentir a necessidade de receber aprovação, ou de ser agradável a outros.

Então passa a gerar alguém que não é “ele”, mas uma “versão de si” que agrada aos demais. E quase “obriga” outros a “concordarem” com ele para ganhar a sua aprovação, e “reinventa-se” em tudo para ser aprovado.

Uma jovem contou sobre o seu relacionamento com o seu namorado que começou com um “seguir” numa Rede Social. Até que depois passou da palavra “gosto” para um eu “gosto de ti”. E ela esperava que chegasse ao momento de palavras com maior “compromisso”, mas continuou ainda com o “eu gosto mesmo muito de ti”.

Então ela passou de ser a pessoa agradável para o seu namorado, para ter uma conversa já não muito agradável, já não muito de acordo, ao ponto de o levar às lágrimas. Isto foi real. No dia seguinte o namorado disse-lhe que a amava, e pediu-a em casamento. Chegou ao compromisso…

Geralmente são nos momentos menos agradáveis, nos relacionamentos que há fortalecimento, manifestação de quem realmente somos, que nos permite ser amados pelo que nós somos, e não por uma versão improvisada e melhorada do que somos na verdade. Tudo na vida tem o seu processo, mas a questão é quando tu encontras o desejo da tua alma.

Com relação aos discípulos, não houve processo. Eles deixaram TUDO e seguiram Jesus.
Jesus ultrapassou todos os processos complicados onde nos metemos. Ele ultrapassa os tempos de confusão. “Espera! O que estás a fazer?”.

Diremos nós. Mas Jesus vai direto à pergunta, “O que buscas?” Ele passa por cima daquela expressão típica, “vamos deixar esta opção em aberto, depois vejo como as coisas funcionam.” Jesus vai direto ao cerne da questão. “Deixa para lá as redes de pescador de peixe, pois vou fazer de ti um pescador de homens…

É como se Jesus dissesse: “Não há outra opção. Eu sou a opção! Ele salta toda a fase do “Gosto”, para o “Amo”. E o mais engraçado é que tu sabes isso, na realidade, e nem te deste conta. Se conheces João 3:16, 17, “Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu o Seu Filho unigénito, para que todo aquele que nele crê, não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por Ele.”

Deus amou-te de tal maneira, que deu o Seu Filho por ti!
Jesus amou-te de tal maneira, que morreu na cruz por ti!
Deus amou-te de tal maneira, que ressuscitou por ti!

E Ele concede-te do Seu Espírito! Se tu somente acreditares que Jesus “saltou” tudo aquilo que tu terias de fazer, e disse “Eu sou o Amor. Eu vim. Aqui estou! Eu amo-te!”

E nós temos a tendência de pensar que há um processo… Que temos de percorrer uma grande caminhada para nos podermos comprometer com Deus. Pensamos que temos de ir por aquele processo, “Eu não sei se realmente Deus gosta de mim, porque eu nunca fiz isto ou aquilo.”

E dizemos, “Eu não leio o suficiente a Bíblia. Eu não faço o suficiente. E ainda por cima fiz isto que não é bom, e aquilo que não é bom.”

Pensamos que não fazemos o suficiente para que Deus nos aprove ou goste de nós…

É assim que concebemos um DEUS IMAGINÁRIO que está sentado no seu trono nos céus, e diz, “Espera aí! A ver se o ilumino bem para ver se está preparado. Deixa lá ver se ele começa a falar corretamente para que eu envie o meu Filho!” Mas Ele já enviou o Seu Filho… E antes mesmo da fundação do mundo, Ele já te conheceu! E ainda quando estavas no ventre da tua mãe, ele te entreteceu de modo maravilhoso... (Salmo 139).

Jesus saltou todo o processo e comprometeu-se contigo e comigo na Cruz do Calvário, sendo nós ainda pecadores. Ele provou o Seu amor para connosco em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores.

Ele não estava à espera da tua aprovação, do teu “gosto”. Não! Jesus não veio por que tu és agradável. Ele veio por que te amou! Então por que razão a Humanidade confunde sempre isto?



O QUE BUSCAS REALMENTE NA VIDA?
E ONDE É QUE BUSCAS?




Numa certa cidade foi feito um inquérito para que as pessoas respondessem o que buscavam, e no Top estava o Amor, depois a Felicidade, seguido de Paz e por último, de um Propósito.

Mas onde é que as pessoas buscam estas coisas?
Quais são as coisas com as quais as pessoas lutam mais? E no inquérito as pessoas responderam: Perfeccionismo, Ansiedade, Desordens Alimentares, Auto estima e Depressão.

A famosa Time Magazine relata num dos seus artigos, que o Instagram é a pior coisa para a saúde mental. Algumas pessoas fizeram o pedido para que o botão dos “Likes” fosse retirado.

E a razão por que em alguns países já o retiraram, é porque está provado que causa depressão, problemas de auto estima, solidão e desordens alimentares… E isto não afeta somente os jovens dos 12 aos 25, mas também em adultos dos 35 e 45.

Mas não será que estas pessoas não estão a buscar amor, felicidade, paz e propósito no sitio errado? E por muitos swipes e scrollings que façam, e por muita informação que recebam, e por muitos que os sigam, ou sejam seguidos, não estão a encontrar nada… Buscam o que precisam no sítio errado.

Não está no Ipad, num ecrã, em anúncios. Está na Bíblia! Tenta memorizar Mateus 7:7! Deus promete, “Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á!”

Se procuras amor, Deus é Amor!
Se buscas amor, felicidade e paz, esses são fruto da vida do Espírito Santo em ti!
Há amor, o gozo e paz, acrescentados de longanimidade, benignidade, bondade, a fidelidade, mansidão, domínio próprio! (Gálatas 5:22,23). E contra estas coisas não há lei!

Jesus Cristo é Amor, Alegria e Paz!

E se procuras um PROPÓSITO…
Que melhor sítio para o buscares, senão no teu Criador? Quem melhor do que Ele, te dará um propósito?

Creio que estamos enganados se pensamos que existe um processo para alcançarmos o nosso propósito. Muitos pensam, “Assim que alcance sucesso no meu trabalho, então vou buscar o propósito de Deus”, ou “Assim que termine os meus estudos, então vou buscar o propósito.”

Mas quando encontras Jesus, quando encontras o Amor, encontras o teu Propósito! O teu propósito é amar, independentemente de ONDE estejas, e de COMO estejas. Se amas as pessoas e lhes indicas o Caminho para que encontrem JESUS estás a cumprir o teu propósito!

Quando encontras Jesus, a tua procura acabou!
Ele consumou tudo na cruz! Ele foi sepultado, ressuscitou ao terceiro dia, esteve com os Seus discípulos a falar-lhes sobre o Reino dos Céus, ascendeu aos céus e deixou a Promessa de receberemos o Poder do Seu Espírito Santo!

Mas acontece que alguns de nós temos dificuldade em nos comprometermos com uma relação com Deus… E isso porque provavelmente já tivemos essa relação, e deixámo-la para trás, ou por pensar que devido àquilo que fizemos, já não temos hipótese de voltar a ter essa relação. Pensamos que “porque fizemos isto e aquilo, então já não dá”!

Pedro foi um dos discípulos de Jesus que o seguiu de muito perto. Ele esteve com Jesus no Monte da Transfiguração

“Seis dias depois tomou Jesus consigo a Pedro, a Tiago, e a João, e os levou à parte sós, a um alto monte; e foi transfigurado diante deles; as suas vestes tornaram-se resplandecentes, extremamente brancas, tais como nenhum lavandeiro sobre a terra as poderia branquear. 

E apareceu-lhes Elias com Moisés, e falavam com Jesus. Pedro, tomando a palavra, disse a Jesus: Mestre, bom é estarmos aqui; façamos, pois, três cabanas, uma para ti, outra para Moisés, e outra para Elias. Pois não sabia o que havia de dizer, porque ficaram atemorizados. E vem a noite onde estavam na ceia e o Senhor dá-lhes a conhecer onde iria eles não o poderiam seguir.” Marcos 9:2-6  

JESUS AVISOU QUE PEDRO IRIA NEGÁ-LO
Perguntou-lhe Simão Pedro: Senhor para onde vais? Respondeu Jesus; para onde eu vou, não podes agora seguir-me; mais tarde, porém, me seguirás. Disse-lhe Pedro: Por que não posso seguir-te agora? Por ti darei a minha vida. Respondeu Jesus: Darás a tua vida por mim? Em verdade, em verdade te digo: Não cantará o galo até que me tenhas negado três vezes.” João 13:36-38  

Pedro perguntou como daria a sua vida por Jesus, e Jesus disse a Pedro que este o negaria. Pedro estava tão fervoroso por seguir Jesus, estava tão entregue tão comprometido…

“E tendo cantado um hino, saíram para o Monte das Oliveiras. Então Jesus lhes disse: Todos vós esta noite vos escandalizareis de mim; pois está escrito: Ferirei o pastor, e as ovelhas do rebanho se dispersarão. Todavia, depois que eu ressurgir, irei adiante de vós para a Galileia.

Mas Pedro, respondendo, disse-lhe: Ainda que todos se escandalizem de ti, eu nunca me escandalizarei. Disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que esta noite, antes que o galo cante três vezes me negarás. Respondeu-lhe Pedro: Ainda que me seja necessário morrer contigo, de modo algum te negarei. E o mesmo disseram todos os discípulos.” Mateus 26:30-35  

A noite continuou e Jesus foi ao Getsémani para orar e por três vezes os encontrou a dormir até que veio um grupo de pessoas, e com eles, Judas que o beijou. Quando as pessoas andam em grupo, geralmente vão com o mesmo propósito. E neste caso, o propósito era prenderem Jesus. E vejamos a ousadia de Pedro.

“Jesus, porém, lhe disse: Amigo, a que vieste? Nisto, aproximando-se eles lançaram mão de Jesus, e o prenderam. E eis que um dos que estavam com Jesus, estendendo a mão, puxou da espada e, ferindo o servo do sumo-sacerdote, cortou-lhe uma orelha. Então Jesus lhe disse: Mete a tua espada no seu lugar; porque todos os que lançarem mão da espada, à espada morrerão.” Mateus 26:50-52  

E Pedro continuou a seguir Jesus. “E Pedro o seguia de longe até o pátio do Sumo- sacerdote; e entrando, sentou-se entre os guardas, para ver o fim. Ora, os principais sacerdotes e todo o sinédrio buscavam falso testemunho contra Jesus, para poderem entregá-lo à morte.” Mateus 26:58,59  

Até que Pedro negou Jesus. “Então, prendendo-o, o levaram e o meteram em casa do sumo-sacerdote. E Pedro seguia-o de longe. E, havendo-se acendido fogo no meio do pátio, estando todos sentados, assentou-se Pedro entre eles.” Lucas 22:54,55

Acenderam um fogo no pátio, e Pedro sentou-se com eles. Pedro teve frio. E quando sentimos esse calafrio nas situações mais complicadas da nossa vida, nesses momentos enfrentamos medos, confusão, e buscamos sempre um sítio que seja o mais ameno possível…

Repare neste texto bíblico! “E como certa criada, vendo-o estar assentado ao fogo, pusesse os olhos nele, disse: Este também estava com Ele. Porém ele negou-o, dizendo: mulher, não o conheço. E, um pouco depois, vendo-o outro, disse: Tu és também deles. Mas Pedro disse: Homem, não sou. E, passada quase uma hora, um outro afirmava, dizendo: Também este verdadeiramente estava com Ele, pois também é galileu.

E Pedro disse: Homem, não sei o que dizes. E logo, estando ele ainda a falar, cantou o galo. E, virando-se o Senhor, olhou para Pedro, e Pedro lembrou-se da palavra do Senhor, como lhe tinha dito: Antes que o galo cante hoje, me negarás três vezes. E, saindo Pedro para fora, chorou amargamente.” Lucas 22:56-62

Pedro chorou amargamente. Possivelmente muitos pensamentos atravessaram a sua mente. “Já fiz o que não devia e o que não queria. Estou metido em confusão!”

Pode ser que já tenhas sentido assim. Poder ser que te estejas a sentir assim. “A minha relação com Jesus que me parecia estar bem, agora está longe. O que posso fazer agora?”

Jesus morreu na Cruz e depois colocaram-no no sepulcro… Mas aquilo que ia na cabeça de Pedro era, “Agora como vai ser? Como vou reparar este meu relacionamento com Ele?“ Pedro já não sabia o que fazer, e então decidiu voltar à pesca, que é o que a maior parte de nós faz... “Vou voltar à bebida”, “à festa”, “aos relacionamentos coloridos”, “ao sistema de aprovação”…

Mas tal como Pedro, quando puxamos a rede, ela está vazia…
“Estavam juntos Simão Pedro, e Tomé, chamado Dídimo, e Natanael, que era de Caná da Galileia, e os filhos de Zebedeu, e outros dois dos seus discípulos. Disse-lhes simão pedro: vou pescar. Disseram-lhe eles: Também nós vamos contigo. Foram, e subiram logo para o barco, e naquela noite NADA APANHARAM.” João 21:2,3

E acontece a mesma coisa com a nossa vida. Nada nos preenche. Nada nos satisfaz...
E continuamos a procurar…
E não encontramos!
Não apanhamos nada! Nota bem! Pedro não fez nada para procurar Jesus, mas foi Jesus que o procurou e apareceu onde Pedro estava pescando!

“E, sendo já manhã, Jesus se apresentou na praia, mas os discípulos não conheceram que era Jesus. Disse-lhes, pois, Jesus: Filhos, tendes alguma coisa de comer? Responderam-Lhe: Não. E Ele lhes disse: Lançai a rede à direita do barco e achareis. Lançaram-na, pois, e já não a podiam tirar, pela multidão dos peixes. Então, aquele discípulo a quem Jesus amava disse a Pedro: É o Senhor. E, quando Simão Pedro ouviu que era o Senhor, cingiu-se com a túnica, (porque estava nu), e lançou-se ao mar.” João 21:4-7

Pedro estava tão contente! Estava ali o Senhor Jesus, e tomaram o pequeno-almoço à volta daquele braseiro. E nós também ficamos tão felizes, ficamos fervorosos quando isto acontece, quando estamos com Jesus e o adoramos fervorosamente! E outras vezes, de repente, vêm recordações daquilo que fizemos… E começam a vir esses pensamentos à nossa mente, de forma avassaladora, e sentimos que “já não somos dignos da Sua Presença”. Chegamos a pensar, “Será que Jesus ainda me ama?”, “Será que vale a pena tentar?”, “Será que ainda há um propósito para mim?”

E começamos a pensar tanto. Pedro podia pensar, “Será que Jesus ainda me ama depois de eu o ter negado? Será que ainda poderei relacionar-me com Ele?” Mas vejamos!



JESUS e PEDRO


E, depois de terem jantado, disse Jesus a Simão Pedro: Simão, filho de Jonas, amas-me mais do que estes? E ele respondeu: Sim, Senhor; Tu sabes que Te amo. Disse-lhe: Apascenta os meus cordeiros. Tornou a dizer-lhe segunda vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? Disse-lhe: Sim, Senhor; Tu sabes que Te amo. Disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas. Disse-lhe terceira vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? Simão entristeceu-se por lhe ter dito terceira vez: Amas-me? e disse-Lhe: Senhor, Tu sabes tudo; Tu sabes que eu Te amo. Jesus disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas.” João 21:15-17

Isto é totalmente o oposto ao que nós pensaríamos ou pensamos.
Pedro depois de o negar, seria ele que deveria perguntar a Jesus, “Senhor ainda me amas depois do que eu fiz?” Mas não foi Pedro a fazer as perguntas, foi Jesus a perguntar a Pedro, ‘Tu amas-me?’.

A questão não veio de Pedro, porque Pedro sabia que Jesus o amava.
Vejamos! Jesus tinha avisado Pedro que ele o iria negar. E foi depois que Jesus morreu, foi sepultado e ter ressuscitado, foi encontrar-se com Pedro e preparar-lhe o pequeno-almoço.
Jesus amava Pedro! Ele morreu por Pedro! Da mesma maneira que Ele te ama a ti, e como morreu por ti!

O amor de Deus não é confuso. Nem é difuso. Não é relativo. Nem necessitas de o ganhar, porque Ele é Amor.
O Amor de Jesus é do princípio ao fim.
Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca falha.
O amor de Deus é muito diferente dos Likes que possas receber nas Redes Sociais. Para que recebas um Like precisas fazer alguma coisa para receber reconhecimento.
O “Amo-te” de Deus, é sobre a pessoa do Amor de quem Ele é.
E é Ele a dar-se totalmente e incondicionalmente a ti!

Tu não necessitas de fazer nada, pois Ele é assim. Ele é BOM!

A questão é se tu o amas. Jesus termina esta conversa com Pedro da maneira como começa.
“Tu amas-Me?”
“Sou Eu o desejo da tua alma?”
“Sou eu que te preencho, que te dou satisfação?”

Então apascenta as minhas ovelhas!

Jesus convenceu Pedro com amor. Deu-lhe propósito e terminou a dizer, “Não vás procurar em nenhum outro sítio! Eu vou dar-te direção! Segue-me!”

Há uma linguagem de amor.
São palavras de afirmação.
E nos relacionamentos há que afirmar certas coisas. Há que as alicerçar. Senão vem o inimigo pra colocar dúvidas no teu coração. Pedro respondeu a Jesus, “Tu sabes tudo!”

Mas Jesus teve de ouvir Pedro afirmar 3 vezes que O amava. Foi como se dissesse, “Há aqui um assunto que temos de redimir, que temos de consertar! Negaste-me 3 vezes. Responde-me três vezes, “Amas-me mais que estes? Sim? Então podemos seguir em frente…”

E estamos neste momento em que tu também podes “reafirmar”, podes “reiniciar” ou podes “iniciar” o teu relacionamento com Jesus. Não tens de procurar em nenhum outro sítio. Jesus sempre esteve aí perto de ti. Não tens de buscar em outro lugar aquilo que Ele já te deu! Tens apenas de o reconhecer e de o receber! “O temor do Senhor encaminha para a vida; aquele que o tem ficará satisfeito, e não o visitará mal nenhum.” Provérbios:19:23  

Aceita Jesus da mesma forma que Ele te aceita!
Tal como Ele aceitou Zaqueu enquanto outros murmuravam dele.
E, quando Jesus chegou àquele lugar, olhando para cima, viu-o e disse-lhe: Zaqueu, desce depressa, porque, hoje, me convém pousar em tua casa. E, apressando-se, desceu e recebeu-o com júbilo. E, vendo todos isso, murmuravam, dizendo que entrara para ser hóspede de um homem pecador. E, levantando-se Zaqueu, disse ao Senhor: Senhor, eis que eu dou aos pobres metade dos meus bens; e, se em alguma coisa tenho defraudado alguém, o restituo quadruplicado. E disse-lhe Jesus: Hoje, veio a salvação a esta casa, pois também este é filho de Abraão.” Lucas 19:5-9

É urgente! É absolutamente necessário!
Jesus morreu por ti, estando tu morto nos teus delitos e pecados.
Hoje é dia oportuno, é dia de salvação!
Arrepende-te, para que a tua procura termine e fiques satisfeito!
Jesus está aqui contigo. Ouve-O e obedece ao Senhor para que pertenças também ao número dos Seus Amigos, redimido pelo Seu sangue! E nunca te esqueças. Ele ama-te!

Pastor Luís Miguel Santos
Posted in
Tagged with , , , ,

Related Posts

No Comments


Recent

Categories

Archive

 2020

Tags