Tomar a Armadura de Deus

“No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo; porque não temos que lutar contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. 
Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes. Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça, e calçados os pés na preparação do evangelho da paz; tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. 
Tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus, orando em todo tempo com toda oração e súplica no Espírito e vigiando nisso com toda perseverança e súplica por todos os santos.” Efésios 6:10-18


Os soldados distinguem-se de toda a população em geral, mesmo em tempo de paz, mas para isso eles precisam de estar “uniformizados”. Podem não estar completamente uniformizados como se fossem mobilizados para a guerra, mas ao se encontrarem fardados, sabemos que são soldados.

Na nossa milícia, que é espiritual, não andamos muitas vezes revestidos com toda a armadura de Deus, o que é um contracenso, uma vez que todos temos conhecimento de que a nossa batalha não é contra a carne e o sangue, conforme lemos no v.12.
Como cidadãos do reino dos céus, somos também soldados de Cristo, como Paulo teve oportunidade de o dizer ao seu discípulo Timóteo:

Sofre, pois, comigo, as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo. Ninguém que milita se embaraça com negócio desta vida, a fim de agradar àquele que o alistou para a guerra. E, se alguém também milita, não é coroado se não militar legitimamente. 2 Timóteo 2:3-5

Como bons soldados de Cristo, sempre devemos estar revestidos com a completa armadura de Deus, e dispostos a combater em todo o tempo. Todos sabemos que o nosso inimigo não nos dá descanso, sempre procura o nosso mal através dos seus muitos ardis, dos quais Paulo diz o seguinte: “Porque não ignoramos os seus ardis.” 2 Coríntios 2:11  

Dado que conhecemos os seus ardis, artimanhas, formas de agir agir, com o único objetivo que existe nele, que é o de matar, roubar e destruir, João 10:10.

Saibamos nós tomar toda a armadura de Deus, para que em tempo algum estejamos desprotegidos, constituindo um alvo fácil para o Diabo e seus agentes, que sempre que podem nos armam os seus laços...

Provavelmente nem sempre vamos ganhar todas as lutas, mas podemos aprender com elas. Mas, por favor não deixe de mostrar que está revestido por Deus, use as armas de Deus, que Ele coloca ao nosso dispôr, e nem sequer ouse pensar que na sua própria força ou com as suas armas é capaz de o ganhar.

Não deixe nenhuma delas em casa, pensando que não seja necessária neste dia ou noutro. Não se sinta mal de mostrar que está revestido com toda armadura de Deus, não se trata de manifestar um sinal de fraqueza, mas de responsabilidade porque nunca sabemos quando seremos atacados de alguma forma.

Para além disso, alguns esquecem, porque consideram ser apenas pormenores com pouca importância, mas não se esqueça de estar “orando em todo tempo com toda oração e súplica no Espírito e vigiando nisso com toda perseverança e súplica por todos os santos.” V.18

Não pode, em momento algum, deixar de lado a oração. Ela é uma das armas mais poderosas que podemos ter.

Lembre-se de que para além de nos revestirmos da armadura de Deus. Voltamos a frisar! – DE DEUS!

Com o nosso coração e joelhos curvados, chegamos ao céu, ao Trono da graça de Deus.
Mantenha-se em constante comunhão com o nosso bom Deus, que lhe oferece a armadura e a cobertura!

É Deus que te prepara para a batalha e te dá a força e o poder para vencer!

Não temas!

Related Posts

Recent

Categories

Archive

 2020

Tags